BLOG

Saiba quais os riscos e como proteger o pet em exames radiológicos

Os exames radiológicos veterinários são conhecidos por ajudar a detectar fraturas, problemas nas articulações, tumores e demais condições na saúde dos pets.

Com um procedimento bem realizado, os profissionais podem analisar mais detalhadamente as imagens e obter diagnósticos precisos. Porém, é fundamental que se saiba os riscos e, principalmente, como proteger os animais durante os exames.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo. Aqui será possível entender a importância, os riscos e os cuidados que envolvem o procedimento. Tenha uma boa leitura!

Importância dos exames radiológicos para os pets

A realização de exames radiológicos em cães e gatos são superimportantes, isso porque eles proporcionam aos profissionais uma visualização ampla das estruturas internas do corpo, como ossos, órgãos e tecidos.

Além de detectar patologias, esses exames podem auxiliar no monitoramento de doenças nos pets, avaliando as respostas aos tratamentos prescritos, tudo para garantir que os cuidados realizados estão tendo bons resultados.

Com isso, podemos compreender que eles têm um papel essencial, proporcionando assertividade para o diagnóstico, o tratamento e o monitoramento das mais diversas condições clínicas.

Quais os riscos que os pets correm durante exames radiológicos?

Os exames radiológicos em pets são importantes ferramentas para o diagnóstico de inúmeras condições, porém, assim como em qualquer procedimento, não estão isentos de possíveis riscos aos animais.

Por isso, ao submeter o paciente a esse tipo de exame, é fundamental saber os riscos que ele pode causar. Assim, destacam-se:

  • Exposição à radiação: por menor que seja a dose de radiação usada durante os exames, quando repetida excessivamente, pode aumentar o risco de danos às células e aos tecidos dos pets.

  • Anestesia ou sedação: é comum que alguns animais tenham que ser sedados ou anestesiados, considerando a necessidade de estarem imóveis durante o exame. Essas opções já carregam seus riscos, como as reações aos medicamentos, complicações respiratórias e, em casos extremos, a morte.

  • Estresse e ansiedade: o local do exame acaba sendo estressante para os animais, fazendo com que eles possam ficar ansiosos ou agitados.

  • Alergia ao contraste: alguns exames, como a tomografia computadorizada, podem exigir o uso de contraste. Essa substância pode gerar reações alérgicas como a urticária e, em casos mais extremos, anafilaxia.

  • Análise dos resultados: erros na interpretação das imagens podem resultar em resultados incorretos, provocando um tratamento inadequado que pode ser prejudicial para a saúde dos animais.

Veja como proteger os animais durante procedimentos radiológicos

Quando um pet precisa realizar um procedimento radiológico, é fundamental protegê-lo, minimizando riscos que podem estar associados à exposição à radiação e demais complicações.

A seguir, confira algumas dicas que aumentam a segurança dos animais:

  • Planejar o exame: antes da realização, é importante que o profissional saiba o que deve ser radiografado, evitando exposições desnecessárias e repetição do procedimento.

  • Usar técnicas alternativas: é válido, sempre que for possível, optar por técnicas que não demandem o uso de radiação ionizante, o que inclui a ultrassonografia e ressonância magnética.

  • Realizar sedação controlada: quando for necessária a sedação ou anestesia, elas devem ser administradas por um profissional anestesiologista, para que o animal seja monitorado o tempo todo, garantindo a segurança do paciente e a qualidade das imagens.

  • Utilizar ambientes calmos e seguros: quando o estresse do animal é controlado, diminui a necessidade de repetir o exame e expô-lo novamente. Um local calmo e uma abordagem gentil relaxam o pet.

  • Avaliar se o exame é mesmo necessário: o profissional deve verificar se o exame radiológico é a melhor opção, considerando que, em alguns casos, outros métodos podem servir.

Outro ponto de grande necessidade é ter equipamentos de qualidade, o que inclui o Raio X Portátil Vet – 20BT, Raio X VXR E40 e EC40, Ressonância Magnifico Vet e a Ressonância Vet – MR Grande, todos disponíveis na FutureMed.

Ademais, é importante compreender que essas medidas de proteção atuam na saúde e no bem-estar dos animais durante os procedimentos radiológicos, garantindo que os benefícios sejam maiores que os possíveis riscos.

Garanta a saúde dos pets durante os procedimentos radiológicos seguindo as dicas que selecionamos ao longo do conteúdo. Além disso, prefira equipamentos de qualidade e alto grau de segurança. Clique aqui e fale conosco agora mesmo!

Mais Conteúdos
Saiba quais os riscos e como proteger o pet em exames radiológicos
Saiba o que é e quais os melhores equipamentos de ressonância magnética do mercado